Finalizada renovação do asfalto na Rua Hipólito da Costa, no Boqueirão
Finalizada a renovação do asfalto; investimento de R$ 604,9 mil é resultado de convênio entre a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Finalizada renovação do asfalto na Rua Hipólito da Costa, no Boqueirão

Investimento de R$ 604,9 mil é resultado de convênio entre a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado

Asfalto nos bairros. Obras de pavimentação asfáltica da Rua Hipólito da Costa no Boqueirão. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Asfalto nos bairros. Obras de pavimentação asfáltica da Rua Hipólito da Costa no Boqueirão. Foto: Daniel Castellano / SMCS

A Rua Hipólito da Costa, no Boqueirão, recebeu a segunda e última camada de asfalto novo no trecho onde está sendo revitalizada, entre as ruas Carlos Essenfelder e Canal Belém.

A renovação do pavimento, que era de antipó, aconteceu numa extensão de 850 metros, desde a Anne Frank até a Canal Belém. O investimento de R$ 604,9 mil é resultado de convênio entre a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado.

O prefeito Rafael Greca esteve na Hipólito da Costa, no cruzamento com a Carlos Essenfelder, para vistoriar o serviço.
“Estamos finalizando a segunda etapa da revitalização da Rua Hipólito da Costa, importante ligação do Boqueirão, ligação da via marginal do Canal Belém e a Rua Francisco Derosso”, disse o prefeito.

A primeira etapa dos trabalhos de revitalização da Rua Hipólito da Costa foi feita em 2017, com recursos da Prefeitura, entre as ruas Anne Frank e Catarina Gabardo, no Xaxim.

Outras ruas

Na mesma região, além da Hipólito da Costa, as equipes contratadas acabam de concluir a aplicação da segunda camada de asfalto nas ruas Bom Jesus de Iguape, Professora Maria de Assumpção, Tenente Tito Teixeira de Castro e Vereador Antônio Carnasciali.

Para a cozinheira Eliane Gros, que mora na Rua Hipólito da Costa há 37 anos, as melhorias na região são bem importantes. “Quando tem buraco demais, prejudica para quem anda de carro, ônibus e bicicleta. Aqui na região, muita gente usa a bicicleta para ir ao trabalho. Depois que mexe nas ruas, dá diferença”, disse ela.

Por enquanto, os motoristas devem trafegar por estas vias com atenção, respeitando a sinalização vertical, ou seja, as placas. As vias ainda receberão a sinalização horizontal (pintura).