Estado lança aplicativo que facilita contratação de autônomos
Governador Carlos Massa Ratinho Junior lança o aplicativo Paraná Serviços. Uma solução inovadora do Governo do Paraná que facilitará a intermediação entre o contratante e o prestador autônomo de serviços. Foto: Geraldo Bubniak/ANPr

Estado lança aplicativo que facilita contratação de autônomos

Ferramenta permite contratar diarista, encanador ou garçom com apenas um clique

Encontrar uma diarista, encanador, pintor, garçom ou cozinheiro ficará muito mais fácil no Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior lançou o aplicativo Paraná Serviços, uma solução inovadora que faz a intermediação entre o contratante e o prestador autônomo de serviços dentro do Estado. São mais de 100 categorias de serviços beneficiadas.

O aplicativo, que já está disponível para os sistemas Android e iOS, vai facilitar a vida do cidadão que pretende contratar um serviço autônomo, além de aumentar a empregabilidade e tirar os trabalhadores da informalidade. “Esta ferramenta vai agilizar a vida de quem busca uma colocação no mercado de trabalho, ligando de uma ponta a outra quem oferece e quem procura por um serviço específico”, destacou o governador.

A ferramenta foi criada pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, por meio de sua Assessoria de Gestão Inteligente e Inovação e do Departamento do Trabalho, e desenvolvida pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

“A plataforma demonstra como o poder público pode ser um instrumento de soluções para a população e um indutor de desenvolvimento de novos negócios”, afirmou Ratinho Junior. “Queremos fazer com que o Estado seja um grande instrumento de desenvolvimento da área de tecnologia e crie ferramentas que facilitem a vida das pessoas”, enfatizou.

Cadastro e capacitação

Além de cadastrar os profissionais no sistema para que sejam encontrados e contratados diretamente pelos usuários, o Departamento do Trabalho vai fornecer a capacitação profissional e a orientação necessária para que eles se tornem Microempreendedor Individual (MEI).

O cadastro dos profissionais no aplicativo será feito, preferencialmente, nas Agências do Trabalhador, que também ficarão responsáveis pela capacitação desses profissionais para manusear a ferramenta.

Uma pesquisa realizada pela Celepar em 2017 indica que 35% das pessoas que buscam emprego nas agências têm potencial para exercer uma atividade profissional autônoma.